terça-feira, 10 de abril de 2007

Test Drive 2007: Parte II

Hoje é a vez do ótimo disco do Patrick Wolf, e do fraco segundo disco do Clap your hands say yeah.




Patrick Wolf - 'The Magic Position' -- Se o Arcade Fire é o futuro do rock, esse Patrick Wolf também é fortíssimo candidato. Suas canções também contam com arranjos orquestrados e o som é menos denso do que o dos canadenses do Arcade Fire. Esse disco abre com "Overture" e fecha com "Finale" o que dá um tom bastante clássico à obra, e parece que Patrick gosta disso, pois em outro disco anterior as faixas de abertura e a que fecha são "Prelude" e "Epilogue", respectivamente. "The Magic Position" é uma das músicas mais legais que eu ouvi nos últimos tempos. O disco tem personlidade. Nos momentos de amargura, ouça a belíssima "Magpie", digna de Antony and the Johnsons. De quebra, ouça ainda "Get Lost", que me lembrou o Libertines em seus melhores momentos. Tudo muito equilibrado e executado com muita competência. Pra quem começou na música aos onze anos, o resultado não podia ser diferente. Nota: 9,5


Clap your Hands say Yeah - 'Some Loud Thunder' -- O debut desse pessoal transformou a banda em hype em 2005, e é realmente divertido. A voz exótica do vocalista e as melodias animadas alcaçaram aceitação rápida do público. Porém, eles esbarraram agora na chamada síndrome do segundo disco. Resolveram experimentar demais, e o resultado desagradou muita gente, inclusive a mim. O disco ficou chatinho chatinho, e acho que pouca gente tem paciênica para gente nova com experimentações nem tão novas. Nota: 4,0

Nenhum comentário: